• Slide Show Populacao
  • Slide Show Populacao
  • Slide Show Populacao
  • Slide Show Populacao

» VOCÊ QUER SER UM DOADOR DE ÓRGÃOS E TECIDOS?

 

Com relação a ser um doador de órgãos e tecidos para transplante, pela legislação vigente, nenhuma declaração em vida é válida ou necessária, não há possibilidade de deixar em testamento, não existe um cadastro de doadores de órgãos e nem são mais válidas as declarações nos documentos de identidade e carteiras de habilitação e nem as carteirinhas de doador, lembrando que a carteirinha de doador* poderá influenciar na decisão dos familiares no momento da doação, Maiores informaçõesclique aqui.




 

» VACINAÇÃO PRÉ E PÓS-TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS ADULTO

 

Os candidatos a transplantes de órgão sólidos, os receptores, seus comunicantes domiciliares, os doadores e a equipe assistencial devem ter seus esquemas vacinais avaliados e atualizados, como medida preventiva de complicações infecciosas nos pacientes transplantados. Entretanto, a imunogenicidade de algumas vacinas é menor em indivíduos com disfunção terminal de órgãos e em imunossuprimidos. Maiores informações, clique aqui.




 

Notícias

» BRASIL GANHA MEDALHA DE OURO EM FESTIVAL INTERNACIONAL

PRINCIPAL PRÊMIO DA PUBLICIDADE COM TEMÁTICAS VOLTADAS À SAÚDE CELEBRA CAMPANHA #JUNTOS PELA DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

O SALUDFESTIVAL é um dos maiores festivais internacionais de publicidade 100% voltado à saúde, que ocorre na cidade de Málaga, Espanha.

» JUNTOS: O AMANHÃ ATRAVÉS DE UM PASSO

O que um simples passo pode significar para uma importante causa pela vida?

Muito, se esse passo envolver o máximo de pessoas ao redor do mundo!
 

» ATENÇÃO, PACIENTES TRANSPLANTADOS!!!

Pacientes transplantados (órgãos sólidos) NÃO PODEM TOMAR A VACINA CONTRA FEBRE AMARELA - NEM A DOSE INTEIRA, NEM A DOSE FRACIONADA!!!


A vacina tem o vírus da febre amarela “enfraquecido” (atenuado). Quem é transplantado de órgãos sólidos (coração, fígado, intestino, pâncreas, pulmão, rim) tem a defesa diminuída pela ação dos remédios que evitam a rejeição (imunossupressores). Se o paciente transplantado receber a vacina da febre amarela, o vírus da vacina pode provocar a respectiva doença, que é grave e pode matar.


Informações Úteis


Comunicados ABTO