• Slide Show Populacao
  • Slide Show Populacao
  • Slide Show Populacao

Você está em: Home » Registro Brasileiro de Transplante - Estatística de transplantes 2016

Registro Brasileiro de Transplante - Estatística de transplantes 2016

 REGISTRO BRASILEIRO DE TRANSPLANTES (RBT) de 2016 – anual

Compartilhamos abaixo um resumo comparativo dos números de doação de órgãos e transplantes, dos anos 2015 e 2016

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS: o Brasil obteve aumento de 3,5%, atingindo 14,6 doadores por milhão de população (pmp).
Cinco estados destacaram-se na doação de órgãos (percentual em relação a 2015):
SC (36,8 pmp) – aumento de 22%
PR (30,9 pmp) - aumento de 42%
DF (25,7 pmp) - queda de 9,5%
RS (25,2 pmp) - aumento de 15%
CE (24,9 pmp) – aumento de 6%
 
Os números dos estados acima estão próximos dos países com destaque na doação: Espanha (39,7 pmp); Croácia (39,0 pmp); Bélgica (32,4 pmp); Portugal (28,6 pmp) e EUA (28,5 pmp).
 
Disparidade geográfica: enquanto a Região Sul do país tem 30,1 doadores pmp, a região norte possuí apenas 3,5 doadores pmp (Região Sudeste 15,5 pmp; Região Nordeste 9,9 pmp; Região Centro-Oeste 9,6 pmp).

Estados que não registraram doação de órgãos em 2016: Roraima, Tocantins, Mato Grosso e Amapá.

Houve leve redução na recusa familiar no país, porém o índice ainda é alto. Hoje, 43% das famílias brasileiras entrevistadas não autorizam a doação dos órgãos. (Índice em 2015: 44%)

Transplante renal: registrou queda nacional de 1,7% nos números absolutos
Performance dos cinco estados que mais realizam transplantes, em relação a 2015:
SP (2049 transplantes) – aumento de 2%
MG (563 transplantes) – queda de 1,4%
PR (543 transplantes ) - aumento de 14,8%
RS (542 transplantes) – aumento de 0,2%
RJ (353 transplantes) – queda de 26,2%

Transplante hepático: registrou aumento nacional de 3,9% nos números absolutos
Performance dos seis estados que mais realizam transplantes, em relação a 2015:
SP (616 transplantes) – queda de 5,1%
PR (214 transplantes) - aumento de 60,9%
CE (195 transplantes) – mesmo número
RJ (192 transplantes) – queda de 16,9%
RS (150 transplantes) – aumento de 0,7%
SC (150 transplantes) – aumento de 41,5%

Transplante cardíaco: registrou aumento nacional de 1,1% nos números absolutos
Performance dos cinco estados que mais realizam transplantes, em relação a 2015:
SP (126 transplantes) – queda de 10,6%
DF (43 transplantes) - aumento de 43,3%
PE (38 transplantes) – queda de 17,4%
MG (35 transplantes) – queda de 12,5%

CE (32 transplantes) – aumento de 33,3%

Transplante córnea:
registrou aumento nacional de 4,9% nos números absolutos
Transplante pulmão: registrou aumento nacional de 24,3% nos números absolutos
Transplante pâncreas: registrou aumento nacional de 11,7% nos números absolutos


Confira a publicação completa